GABEP do CRlisboa apoia mais de 100 Advogados e vai alargar a capacidade de atendimento

• BALANÇO DE 3 MESES DE ATIVIDADE
• MAIS DE 100 CASOS ATENDIDOS
• GaBEP INTEGRA MAIS PSICÓLOGOS

O Gabinete de Promoção do Bem-Estar Psicológico (GaBEP) do Conselho Regional de Lisboa (CRLisboa), a funcionar desde novembro de 2022, já recebeu mais de uma centena de pedidos de consulta, reforçando as preocupações do Conselho no que se refere às necessidades dos seus associados nesta área.
A lista de pedidos, de advogados/as com critérios para acompanhamento do GaBEP e para encaminhamento externo tem vindo a crescer e esgotou a capacidade de resposta instalada que assenta, atualmente, num profissional de psicologia que atende às segundas-feiras, entre as 14h00 e as 19h00, e às sextas-feiras, entre as 09h00 e 14h00.
Tendo em conta a elevada procura e a lista de espera existente, o Conselho Regional de Lisboa decidiu contratualizar mais profissionais de psicologia para garantir triagem e encaminhamento mais célere aos associados.
Esta iniciativa, que colocou a questão da saúde mental e bem-estar do/a advogado/a no centro da profissão, passou a disponibilizar aos associados acompanhamento psicológico gratuito, integrando consultas com um psicólogo .
As problemáticas identificadas pelo GaBEP nos pedidos de consulta e acompanhamento têm variado bastante: surgem pedidos que requerem intervenção breve e que se enquadram nos critérios de admissibilidade, e casos complexos que carecem de intervenção de longa duração e multidisciplinar.

O GaBEP tem como principal missão dinamizar ações que visem a promoção do bem-estar psicológico de todos/as os/as Advogados/as com inscrição ativa na Ordem, residentes na área de intervenção do Conselho. Os seus principais objetivos centram-se na promoção do bem-estar psicológico, através do acompanhamento terapêutico em consulta de psicologia clínica e da realização de ações de prevenção e promoção da saúde mental. Neste último ponto têm sido realizadas, e continuarão a ser, conferências e podcasts que integram esta vertente de prevenção e de sensibilização para a saúde e bem-estar.
A intervenção clínica é uma das áreas centrais do GaBEP, proporcionando o acompanhamento psicológico a Advogados/as com o intuito de promover o seu bem-estar psicológico e aumentar a auto-estima, a satisfação com o seu trabalho, as suas relações e a sua vida.
A abordagem é baseada em evidência clínica e científica, orientada pelos valores de sigilo profissional, ética, integridade, empatia e aceitação. O foco da intervenção do gabinete assenta nas questões psicológicas com impacto na atividade laboral dos/as pacientes, abrangendo áreas como os desafios do foro emocional, gestão do stress, burnout, ansiedade, alterações de humor, problemas com o sono, entre outros, e consiste numa intervenção de curta duração com limite de 10 sessões.
O gabinete funciona de acordo com as normas deontológicas e éticas da psicologia, garantindo a confidencialidade de todos os que procuram o serviço. Todos os casos identificados e que necessitam de uma intervenção urgente, mais prolongada ou de carácter multidisciplinar são encaminhados e orientados para serviços competentes nesses domínios.

O CRLisboa considera que é essencial eliminar o estigma associado aos comportamentos de procura de ajuda, enfatizar que o bem-estar é parte indispensável do dever de competência do advogado capacitar, sensibilizar os/as advogados/as sobre questões de bem-estar e identificar partes interessadas e o papel que cada uma delas pode desempenhar na redução do nível de stress associado à profissão.
A decisão de criar o GaBEP surgiu depois de, num levantamento prévio efetuado pelo Conselho através de questionário (respondido por 2056 advogados/a) terem surgido valores preocupantes de risco de burnout (52,5%) e de burnout (16,4%) o que alertou para a necessidade da criação de uma resposta.
Num estudo efetuado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (2023) é referido que “os Riscos Psicossociais e a falta de Saúde Psicológica no trabalho não têm apenas um custo humano enorme, mas também um impacto imenso na sociedade e na economia. A perda de produtividade devida ao absentismo e ao ‘presentismo’ causados por stresse e problemas de Saúde Psicológica pode custar às empresas portuguesas até €5,3 mil milhões por ano (o equivalente ao que o governo gastou em 2021 em medidas para mitigar os impactos da pandemia COVID-19), uma vez que se estima que, em Portugal, os/as trabalhadores/as faltem, devido ao stresse e a problemas de Saúde Psicológica até 8 dias por ano e o ‘presentismo’ possa ir até 15,8 dias”.
Estudos internacionais com amostras mais abrangentes têm demonstrado a exigência da profissão e a necessidade de abordar a questão do bem-estar dos/as advogado/as. Por exemplo, num um estudo de Krill, Johnson e Albert (2016) que envolveu 12,825 advogados/as, revelou resultados preocupantes. 28%, 19%, e 23% dos sujeitos experienciavam sintomas de depressão, ansiedade severa e stresse, respetivamente e 11.4% dos/as advogados/as haviam tido ideação suicida no ano anterior.
Esta realidade, os dados do questionário e dos estudos internacionais tingem um quadro inquietante da saúde dos profissionais da advocacia, o que mobiliza o CRLisboa para continuar a atuar.

Num estudo efetuado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (2023) é referido o seguinte “Os Riscos Psicossociais e a falta de Saúde Psicológica no trabalho não têm apenas um custo humano enorme, mas também um impacto imenso na sociedade e na economia. A perda de produtividade devida ao absentismo e ao presentismo causados por stresse e problemas de Saúde Psicológica pode custar às empresas portuguesas até €5,3 mil milhões por ano (o equivalente ao que o governo gastou em 2021 em medidas para mitigar os impactos da pandemia COVID-19), uma vez que se estima que, em Portugal, os/as trabalhadores/as faltem, devido ao stresse e a problemas de Saúde Psicológica até 8 dias por ano e o presentismo possa ir até 15,8 dias”.
Num levantamento prévio, efetuado pelo Conselho, através de questionário, respondido por 2056 advogados/as surgiram valores preocupantes de risco de burnout (52,5%) e de burnout (16,4%) o que alertou para a necessidade da criação de uma resposta. Estudos internacionais com amostras mais abrangentes têm demonstrado a exigência da profissão e a necessidade de abordar a questão do bem-estar dos advogados e das advogadas.
Um estudo de Krill, Johnson e Albert (2016) que envolveu 12,825 advogados/as, revelou resultados preocupantes. 28%, 19%, e 23% dos sujeitos experienciavam sintomas de depressão, ansiedade severa e stresse, respetivamente e 11.4% dos/as advogados/as haviam tido ideação suicida no ano anterior.

No dia 4 de novembro de 2022, o Conselho Regional de Lisboa lançou o Gabinete de Promoção de Promoção do Bem-Estar Psicológico (GaBEP) e colocou a questão da saúde e bem-estar do/a advogado/a no centro da profissão. A partir dessa altura passaram a ser disponibilizadas aos seus associados acompanhamento psicológico gratuito, garantidas por um psicólogo e tiveram início um conjunto de ações preventivas e de sensibilização para os cuidados e bem-estar na área da saúde mental.
Até à presente data, na sequência da disponibilização dos serviços clínicos pelo Conselho Regional de Lisboa, foram recebidos mais de uma centena de pedidos de consulta, superando as expectativas mais pessimistas reforçando as preocupações do Conselho Regional de Lisboa no que se refere às necessidades dos seus associados nesta área.

Os dados do questionário do CRL, o estudo da Ordem dos Psicólogos Portugueses e o estudos internacionais, tingem um quadro inquietante da saúde dos profissionais da advocacia, o que nos mobiliza a continuar a atuar.
As problemáticas identificadas pelo GaBEP nos pedidos de consulta e acompanhamento têm variado bastante. Surgem pedidos que requerem intervenção breve e que se enquadram nos critérios de admissibilidade, e casos complexos que carecem de intervenção de longa duração e multidisciplinar. A lista de pedidos, de advogados/as com critérios para acompanhamento do GaBEP e para encaminhamento externo, tem vindo a crescer e esgotou a capacidade de resposta instalada que assenta, atualmente, num profissional de psicologia que atende às segundas-feiras, entre as 14h00 e as 19h00, e às sextas-feiras, entre as 09h00 e 14h00.

Todos os casos identificados e que necessitam de uma intervenção urgente, mais prolongada ou de carácter multidisciplinar são encaminhados e orientados para serviços competentes nesses domínios.
O GaBEP tem como principal missão dinamizar ações que visem a promoção do bem-estar psicológico de todos os Advogados e Advogadas com inscrição ativa na Ordem dos Advogados e residentes na área de intervenção do Conselho. Os seus principais objetivos centram-se na promoção do bem-estar psicológico, através do acompanhamento psicológico e da realização de ações de prevenção e promoção da saúde mental. Neste último ponto têm sido realizadas, e continuarão a ser, conferências e podcasts com esta vertente de prevenção e de sensibilização para a saúde e bem-estar.

O gabinete funciona de acordo com as normas deontológicas e éticas da psicologia, garantindo a confidencialidade de todos os que procuram o serviço.

Devido à grande demanda de pedidos, a equipa do GaBEP procedeu a alterações no serviço, de modo a reajustar-se ao fluxo de atendimentos, nomeadamente no que diz respeito aos critérios de admissibilidade, número de sessões oferecidas e problemáticas abrangidas. Assim todos os pedidos de consulta baseados na informação previamente disponibilizada sobre o gabinete, aquando da sua abertura, serão atendidos dentro das novas normas e critérios que visam atender às necessidades identificadas de uma forma mais célere.
O objetivo do gabinete é prestar apoio psicológico em questões com um impacto direto no âmbito laboral. Todas as questões que provenham de problemáticas ou perturbações psicológicas, e que tenham impacto na vida laboral, mas que beneficiem de um acompanhamento mais alargado que 10 sessões, não serão acompanhados neste gabinete, sendo-lhes oferecida uma lista de contactos de outros profissionais, externos, aos quais podem recorrer. O GaBEP providencia a lista de contactos, não garantindo o posterior acompanhamento, que deverá ser avaliado e contratado, por cada membro, junto dos profissionais em questão.

 



arquivo
POD ESCLARECER | 25 de abril, 50 anos Episódio 86

A poucos dias da comemoração do quinquagésimo aniversário da revolução dos cravos, o Pod Esclarecer inicia um novo ciclo de conversas sobre os 50 anos do 25 de abril.

Formação
Acesso ao Direito e aos Tribunais | Apoio Judiciário – Sinoa Questões Práticas

Apoio Judiciário – Sinoa Questões Práticas
5 de junho às 17h00
Local | Palácio Marqueses da Praia e Monforte – Estrada Nacional 8, Loures

Formação
Acesso ao Direito e aos Tribunais | Apoio Judiciário – Legislação Base

Apoio Judiciário – Legislação Base
22 de maio  às 17h00
Local | Palácio Marqueses da Praia e Monforte – Estrada Nacional 8, Loures